quinta-feira, 10 de dezembro de 2009


hoje foi um dia cansado, cansativo também, mas foi um dia chato, que eu contei cada minuto pra que ele acabasse logo, ando meio sem inspiração tô meio perdido também, perdido dentro de mim mesmo, é meio estranho tudo muito novo pra mim, mas acho que tô me saindo legal, não sei nem o que falar, pode ser estranho mas quero estar sozinho.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009


Porque a chama da vela me interessa tanto?

Tenho me deparado com dias meio pertubados, passo a me conhecer melhor olhando pra dentro e isso é um grande avanço, passo a não me colocar mais como uma vitima em todos os acontecimentos, descobrindo assim que o mundo não gira ao meu redor, "jogando meu corpo no mundo", me esquivando das más energias, pulando entre os prédios e os precipicios, me precipitando ainda, mas, isso é do meu eu, eu não controlo eu apenas faço, e acho que vai ser assim, até eu ter maturidade suficiente pra me controlar, mas as atitudes ruins tomadas agora, elas serão de grande proveito no futuro, eu sei que muita gente vai me condenar por muita coisa que eu fiz, mas acreditem que eu estou salvando uma alma, salvando uma alma de mim.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009


Hoje, um pedaço de mim foi enterrado,
se foi com você...
E uma parte minha que sorria mais, foi junto.
Fazia tempo que não nos viamos todos os dias,
que não conversavamos todos os dias,
mas ainda existia aquele carinho mutuo,
e aquela amizade mesmo que de longe, ainda nos gostavamos muito
e eu continuarei aqui, gostando do mesmo jeito de você
só que um pouco menos feliz, e meus dias,
estes serão menos coloridos...
Mas Letícia sempre te achei um pouco menina, um pouco anjinho,
é quase impossível uma pessoa ganhar a simpatia de TODAS as pessoas
que conhecem, e você era assim, onde chegava, irradiava luz e alegria.
Seu sorriso meigo, nunca sairá da minha cabeça, aquela sua felicidade,
a sua vozinha cantando aquelas músicas no retiro eu você e Luquinhas sentado ali pela ponte, rindo das maiores besteiras...
E você dizendo que eu era doido, do nosso curto namorinho de adolescente.
Eu fui muito privilegiado por Deus, por ter convivido com você, conversado ter te conhecido, eu sei que vou sentir a sua falta, mas vou imaginar que você foi pra mais um intercambio, e que um dia nos encontraremos, nos abraçaremos e vamos conversar e dar risada um do outro como faziamos, quando nos encontravamos pela rua, você sempre alegre e eu sempre feliz ao te ver.
Vá Leti com Deus e os anjos, e olhe por nós aqui, você conseguiu se livrar desse mundo e Deus sabe de todas as coisas, por mais que eu não consiga entender o porque disso tudo, mas você confiava muito nele disso eu sei, e eu vou confiar também, mas só queria poder te ver mais uma vez, ver seus olhinhos lindos, e seu sorrisinho meigo apenas mais uma vez. Vá com os anjos Leti, vá com os anjos.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Vanessa!


saudade
eu sinto,
é verdade.

para Nêssa, minha prima, né? rs xD












Como podemos ser tão inuteis pra pessoas que gostamos, e respeitamos tanto?!
Como conseguimos gostar tanto de alguém e "esquecer" do mesmo?!Eu mesmo sou um otário filho da mãe que vivo declarando me alheiamente pra amigos que digo tão especiais e não faço absolutamente nada pra traze-los pra perto de mim, sei sim, que já fiz muito e muitos deles eu já até enjoei e deixo que o tempo se encarregue do que fazer, mas muitos outros, não me fizeram nada, e sim, são especiais e ainda assim os deixo de lado, não sei porque, porque tempo eu tenho de sobra. O que me falta é vergonha na cara, talvez eles não precisem de mim, e até podem me achar chato por "do nada" aparecer, e dizer "-Oi, vim comer um pedaço do seu bolo!". Mas eu sei que todos me amam, apesar de eu ser um filho da mãe que não dou assistencia as pessoas, mas espero que eles me entendam mesmo sem saber de nada, de que outras pessoas se chegaram fizeram uma casa pelo meu coração, foram embora, e deixaram a casa fechada, e eu o dono das casas, estou deixando que elas se acabem, virando ruinas, do que já foram templos de paz. Mas isso foi há algum tempo atrás, onde tudo era verde e bonito, hoje, só existe uma criança pra colorir os meus dias, e ela faz isso muito bem, apesar de deixar alguns borrões de tinta, mas eu sempre arranjo um jeito de reparar, mas sim, esse post é pra Vanessa, uma pessoa especial que eu, por filhadaputagem "deixei de lado" e sim, me importo com você de verdade, apesar de todas as coisas ditas e não cumpridas, a vida nos fez assim, você longe e eu distante. Mas eu sei que você também gosta de mim, e estamos muito mais perto do que qualquer um possa imaginar. xD

domingo, 15 de novembro de 2009



Eu queria falar um pouquinho sobre sonhos, sobre os meus sonhos, se vocês me dão licensa. Eu gostaria de contar um pouco da minha história.
Tudo começou na igreja(é não parece mas esse ser já foi de Deus)cantava no coral, era timido gordinho usava óculos todo desajeitado, aí um certo dia cantando no meu canto(eu sempre gostei muito de cantar, mas só cantava pra mim), chegou a "tia" e me ouvindo cantar, comentou comigo que minha voz era legal, e perguntou se eu queria fazer um solo no coral, eu rapidamente respondi que não, que eu tinha vergonha e minha voz não era nada boa(desde pequeno problemas com auto-estima rs), mas ela insistiu e chamou o "tio" que era o coordenador, e eu gostava dele, ele levava a gurizada pra jogar bola e tudo mais mó gente fina o cara, até hoje nos falamos, mas enfim, ele conversou comigo separou uma música pra mim, me deu o CD e falou "-Rafa essa é a música mais dificil da cantata, e sua voz é realmente boa, faça um esforço e pegue essa música pra o próximo ensaio, por favor, estamos precisando". Por mais que não pareça eu gosto de ajudar as pessoas e sei lá ele me parecia necessitado, mas quando eu ouvi a música logo vi que não era a mais dificil, mas com a incubencia de "salvar" uma pessoa, eu me senti importante né?! fazer o que, eu sempre quis ser um super-herói, mas isso não vem ao caso, naquele dia então, eu começava a me apaixonar realmente pela música eu tinha sei lá uns 6 quase 7 anos(estava perto do meu aniversário de 7 na verdade), eu era afinadinho, modestia parte. Enfim eu tirei a música, cheguei no ensaio da semana seguinte, na primeira tentativa com o microfone na mão, minha voz não saia, rs, foi meio constrangedor, todas aquelas crianças olhando o gordinho de óculos ali, que o povo disse que sabia cantar e ele não falava nada, pois é, tio Rei me chamou(o tio era Reinaldo o nome dele) falou pra eu relaxar fechar os olhos, e cantar a música, dai eu fechei os olhos e comecei a cantar minha parte né, cantei todo feliz, quando terminei as pessoas me olhavam sei lá acho que era espanto, eu fiquei sem entender né, até que esses dias uma amiga minha virou pra mim e falou, "tem muitaas músicas que eu prefiro você cantando" ai eu entendi o que era. Foi naquela semana perto dos meus 7 anos que eu comecei a descobrir minha paixão pela música, em casa meu tio ouvia legião urbana, scorpions, pink floyd, e eu dormia no colo dele ouvindo isso, eu nunca gostei de xuxa, minha mãe me deum disco eu achava tão tosco q eu lancei ele no quintal me divertindo vendo o disco da xuxa "decolando", ela é muito tosca, enfim.
Eu sempre tive problemas com gostar da minha arte, eu nunca me achei realmente bom, mas eu amo o que eu faço, adoro cantar, cantar pra outras pessoas, adoro me apresentar, ainda tenho vergonha mas é minha verdade, eu nunca senti tanta felicidade fazendo outra coisa que eu poderia cantar pro resto da minha vida, e é o que eu pretendo, eu sei que eu não sou tão talentoso como eu queria ser, pra fazer sucesso compôr canções que todos cantem, mas sei lá, eu me divirto cantando, eu me divirto fazendo brincadeiras no palco e vendo meus amigos rindo de mim lá embaixo, eu me perdi nesse caminho de realizar o meu sonho, eu sei. Fiz muita coisa errada que eu não deveria ter feito, mas eu tenho tentado me reencontrar, mas quer saber, vocês não sabem de nada. Um dia eu vou ser feliz.

sexta-feira, 13 de novembro de 2009


"E ele parou, respirou...
olhou ao seu redor
e viu que não era tão triste assim,
que não era tão só quanto pensava,
abriu um sorriso, abriu se pro mundo
e morreu feliz."

Não sei bem o que eu quero falar, sobre o que eu quero falar, se eu realmente quero falar alguma coisa, me dei por perceber que as pessoas estão paradas no mesmo lugar e só sabem reclamar, reclamam de tudo da sua vida, mas não movimentam ao menos o dedo mindinho pra mudar, e ainda condena quem tenta fazer alguma coisa de louco, me deixem tentar as minhas loucuras, me deixem dar meus saltos, eu quero ir além, não tentem prender a minha cabeça numa redoma de vidro como um "freak-show" só porque você não tem força pra ir adiante, ou fazer algo melhor do que falar mal da vida dos outros, não tente me jogar pra baixo achando que "a grama do vizinho é sempre mais verde". Porra nenhum, se ponha de pé, e olhe pra si mesmo, e não fique reclamando das pessoas, cada um é cada um porra todo mundo passou por experiencias pra chegar até onde chegou então PARE. E olhe pra si mesmo e veja o quão imperfeito você é, antes de falar mal de qualquer bastardo por ai. Eu acho que eu sabia o que eu queria dizer, e disse.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009


"Fez-se mar,
Senhora o meu penar
Demora não, demora não

Vai ver, o acaso entregou
Alguém pra lhe dizer
O que qualquer dirá
Parece que o amor chegou aí
Parece que o amor chegou aí
Eu não estava lá, mas eu vi
Eu não estava lá, mas eu vi

Clareira no tempo
Cadeia das horas
Eu meço no vento
O passo de agora
E o próximo instante, eu sei, é quase lá
Peço não saber até você voltar"

Fez-se Mar/Los Hermanos

Fez se mar, meu pranto
que tu chegou, e tudo levou com um sorriso
escorregaram as lágrimas
que deram espaço, a alegria
de te ter presente em mim.
veio e ficou, tudo que era tristeza
seu sorriso levou...
E só que ficou foi o salgadinho
do nosso beijo.

Tive um dia bom hoje, vi meu amor, dei uma volta na rua com ela e a sogrinha rsrs. Não tô muito afim de escrever hoje não, tá ai uma música que eu gosto, mas nunca tinha parado pra tentar entender, pra mim, fala de despedida, e é algo que tem tomado conta de mim aos poucos. Sem mais. Boa noite.

p.s.: o poeminha é de minha autoria. rs

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Don't stop!!


"não pare na pista, se você para o carro pode te pegar, amor não desista, é muito cedo pra você se acostumar..."

Foi o que eu decidi, não parar na pista. Hoje foi um dia legal dormi a tarde inteira, acordei Rilson me ligou, fui no ensaio da banda dele, um pouquinho de rock n' roll no dia é sempre bom, estranhamente tenho me sentido bem, algumas coisas idiotas ainda me irritam, mas não sei quem é mais idiota eu, ou quem as pratica sabendo que eu não gosto. Mas eu passo por cima. O que eu tenho percebido é que ninguém pode te fazer feliz se você não quiser estar feliz, não adianta por mais que qualquer pessoa tente, é necessário se apaixonar por si próprio antes de se apaixonar por alguém, e é isso que eu tenho tentado fazer, mas tenho achado meio complicado, eu sou um dos caras mais chatos que eu conheço depois do guitarrista da minha banda, mas ele é um cara legal apesar de parecer uma velha caquética que reclama de tudo, não só ele o baixista também é assim, enfim. Esse ano passou muito rápido olhando pra trás, eu vi que esse foi um dos anos mais produtivos da minha vida, apesar de não ter feito nada.

terça-feira, 3 de novembro de 2009


Amar, Amarelo,
Amante...
amar-antes,
Amarante!



Escrevi esse negocinho ontem antes de pegar no sono e tô postando aqui, além de achar o Rodrigo Amarante do Los Hermanos muito, muito, não sei como expressar. Achei legal a troca de palavras e a sonoridade do sobre nome dele, nunca tinha parado pra pensar, acho que é por isso que existem tantos "amantes" do Los(não só por causa do sobre nome, mas porque até a sonoridade do sobrenome do cara ser boa, rs), os caras são realmente muito bons.
Quando eu Penso em Rodrigo, eu penso diretamente numa música dele(Evaporar - http://www.youtube.com/watch?v=FQ2CBUU7KbU), a qual, eu não sei a letra, mas é realmente muito bonita, ouvi algumas vezes, um amigo meu me mandou duma certa vez, enfim, a música fala sobre tempo, sobre sentimento, sobre amor. E é só nisso que eu tenho pensado ultimamente: "amor e tempo". Mas corra o que correr, custe o que custar, eu vou permanecer aqui sem me retirar dessa corrida psicodélica que é a vida.
Todos nós ganhamos e perdemos, mas o que não devemos fazer (inclusive é o que eu fiz e faço) é deixar que as perdas nos importem mais do que os ganhos, e passo a perceber que o que a gente perde é o que nos faz correr atrás, tenho mudado um tanto minha maneira de ver as coisas, as pessoas, e o mundo, tenho tentando atingir um equilíbrio, ainda que meio insano eu tenho procurado um equilíbrio, ora virado pra um lado, ora pro outro, mas sempre seguindo em frente.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009


"nem tudo são flores
você é rosa,
e eu espinho"


por: Dado Viciado


Hoje eu acordei meio estranho, sentimentos meio ruins às vezes chegam a mim, como flores na primavera, tenho estado cada vez mais perdido e cada vez mais longe de onde eu queria estar, nada me basta nada é bom o bastante sempre em falta, sempre atrás de algo mais. Eu nunca vou ser aquele cara que eu queria ser, os tempos de "cara mais legal do pedaço" esses já se foram junto com minha auto estima e meu bom humor, minha alegria resume-se num comentário apaixonado e cada vez mais raro dela, a qual vejo cada vez mais longe de mim, e sem ela aí sim serei realmente sozinho, tenho passado pelos dias e não os tenho vivido, não acho minha inspiração, vou me acabando sozinho, eu realmente queria mudar ser um cara saudável, feliz, e acreditar que eu posso mais do que eu faço, mas existe algo, como uma maldição que segura no meu calcanhar e eu não consigo me livrar disso por mais que eu queira, eu queria fazer coisas boas, eu queria ser um cara melhor, mas o fato é que não consigo, talvez as escolhas que eu tenha feito, tenham me trazido até aqui.


quarta-feira, 21 de outubro de 2009

eu fiz essa postagem no orkut primeiro e tal, mas após conversar com meu amigo Rilson, acabei analisando melhor e percebi que é muito impessoal postar essas coisas no orkut, onde todo mundo tem acesso e bla bla bla, ninguem olha meu blog mesmo, então é como se eu tivesse conversando comigo mesmo, olha que engraçado tô convesando comigo mesmo agora, acabei de descobrir que eu sou maluco.

quem sou eu? que orkut curioso.
Eu nunca escrevi isso, como uma descrição do que eu sou, por que ninguém da importancia mesmo, eu mesmo não dou importancia, enfim, eu nasci há uns 10 mil anos já morri e renasci, vixi varias vezes...
agora eu tenho 18 anos, sem perspectiva nenhuma da vida, sentado numa cadeira com a boca aberta esperando a morte chegar, enquanto isso eu vou fazendo meus rocks, escrevendo algumas canções e amando uma garota desde que minha adolescencia começou, e eu acho que eu só tô vivo até hoje por causa dela, não vivo é um pouco demais, mais vivendo e fazendo alguma coisa, por causa dela, ela é uma garota sensacional todo mundo deveria ter o prazer de conhece-la sentar pra conversar com ela, é um poço de sabedoria sem ter vivido muito, viveu quase nada ainda, mas Bianca é sensacional é o "meu esquema" sempre que eu tô triste, ligo pra Bianca, tô feliz vou correndo na casa dela, tô chorando nem preciso fazer nada ela tá do meu lado, o ombro de Bianca tem uma coisa mágica vc chora um pouquinho e dois minutos depois esquece porque tava chorando, não tem espaço pra tristeza do lado dela, enfim, se eu ficar falando de Bianca aqui eu não falo de mim porque eu gosto muito mais dela do que eu gosto de mim mesmo.
Eu sou um cara chato da porra, pergunta a ela. Não sei como ela me aguenta deve ser coisa dos deuses eles devem gostar de mim, além de ser chato eu mudo de humor como num piscar de olhos, basta eu estar de bom humor pra me irritar com alguma coisa, e nunca vi alguém tão grosso quanto eu, caralho, até hoje eu tento descobrir porque eu tenho tantas pessoas ao redor, embora eu já tenha tido essas pessoas mais próximas de mim, eu estou num busca incessante do meu eu interior, tentando me entender e me controlando pra não irritar ninguém, porque vá ser irritante lá na casa da ... Sou eu, não queiram me conhecer, não me adicionem, eu sou chato pra caralho, não tenho nada a oferecer a ninguém, nada pro mundo nem o mundo tem nada pra mim, eu só quero passar o resto dos meus dias, pegando meu salário e torrando na mesa de um bar e ser "feliz" até acabar a felicidade, ou a cerveja do mundo, ou Bianca me trocar por outro cara, realmente legal interessante e que faça ela feliz. Péssimista eu?! que é isso, apenas realista. O mundo só nos tira.

terça-feira, 29 de setembro de 2009

essas paixões...
loucas como o tempo
sem direção como o vento
vem e voltam, fortes e fracas
ascendem e apagam, como vela dentro do copo
é uma loucura sem fim...
que acaba assim que você se afasta
e minha cabeça, que já, não tão certa.
enlouquece um pouco mais...
a cada passo teu, cada vez mais longe daqui,
não entendo, nem nunca entenderei.
essas loucas paixões...

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

não quero troca de farpas
nem troca de balas
não quero nosso sangue
derramado pela nossa linda história

existem outras coisas mais importantes
pra você no momento, talvez pra mim também
eu só não sei ainda
porque num instante tudo mudou

não quero culpas
não quero pedir desculpas
não quero respostas prontas
não vamos repetir os mesmos erros

foram tantos momentos, se eu pudesse...
se eu pudesse ao menos, ser um pouco melhor
não pro mundo, mas só pra você
do seu jeito, me encaixando como uma peça
do seu quebra cabeça.

mas fiquei pelo caminho, me esqueci quem eu sou
e prometi o que eu não consegueria cumprir
mas não, eu não quero desculpas, nem respostas prontas
deixa tocar nossa música, quem sabe no verão, tudo muda.

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

eu poderia chorar agora,
e escrever a canção mais triste que eu já escrevi
mas não, eu não vou fazer isso
eu vou sorrir, porque nós somos muito mais do que tudo isso...
nossa ligação é mais do que cósmica.
Sempre teremos um ao outro...
nossa história não termina aqui, não é tão fraca assim.
e aprendi que felizmente/infelizmente, somos muito melhores como amigos, do que como amantes.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

"...não vim até aqui pra desistir agora
entendo você se você quiser ir embora[...]
mas se depender de mim eu vou até o fim..."

Engenheiros do Hawaii - Até o Fim

sábado, 22 de agosto de 2009

tudo que sinto e penso
é tudo que sou, é tudo que tenho.
E te dei, tudo que eu tenho
você me fez tudo que eu sou.
é tanta contradição,
é tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo
que se já não era louco,
agora eu sou...
estou sufocado, mas talvez esteja só gripado.
tenho frio, mas talvez seja só febre...

- acontece do mesmo jeito e acaba sempre igual.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

sexta-feira, 7 de agosto de 2009


hoje eu levantei um tanto egoísta
querendo te trancar dentro de mim
só pra mim, pra você ficar
ficar só aqui meu benzinho

quando você vem, meu coração até balança
balança que dança, fica em pé pra não cair
só quando você tá aqui meu benzinho
eu me sinto bem, não me sinto sozinho

quando a gente tá apaixonado
faz tudo que não deve fazer
fica bobo acordado a noite inteira
pensando no outro dia que vai nascer

mas agora eu sou egoísta
e quero você, quero você pra mim
só pra mim, eu admito que sou egoísta
e não quero te dividir...

(para Bianca, minha lindinha rs)

quarta-feira, 29 de julho de 2009

esse olhos apertadinhos, me olham de um jeito tão sincero...
essa boca rosinha e suculenta, me fala as coisas mais doces...
essa mão mesmo que tão pequenina quando me toca, faz com que minhas pernas percam a força, e que dentro de mim uma felicidade desmedida, como uma banda com clarinetas e trombones começasse a tocar a canção mais feliz...
são doces nossos momentos, é tão estranho esse bem querer, que deve haver um porque.
tudo em mim é tão seu, eu sou tão mais seu do que meu, que me perco quando não está por perto.
É como se não soubesse o caminho de casa, e perdesse a chave porque te entreguei a minha.
agora você entrou, e não há força no mundo que faça você sair daqui.

domingo, 26 de julho de 2009

até você querer mudar vai ser igual
cada qual, no seu cada qual
terminaremos sós no final.


-queria ter forças, pra ser só por mim.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

um dia me disseram: "-cuide de você pra mim." e isso foi uma das coisas mais lindas que eu já ouvi de alguém. A vida as vezes me parece tão clara, mas as vezes é tão confusa, no momento que a gente acha que tudo vai dar certo sempre acontece algo que nos faz mudar de opnião e não saber mais onde estamos ou o que queremos, se todas as pessoas ao nosso redor são 100% sinceras e se nossos sentimentos realmente valem a pena, quando achei que eu tinha me achado, foi quando me perdi.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

não consigo entender como juras de amor
que me parecem eternas e sinceramente verdadeiras
podem se tornar silêncio com uma simples frase boba.
não consigo entender como se pode amar uma pessoa
e não deseja la perto, e afasta la sem motivo algum.
prefiro não pensar em tais fatos tão controversos,
fico com a lembrança boa de uma tarde quente de verão
com uma bebida qualquer na mão, um sorriso feliz no rosto
e as juras de amor, que me pareciam tão eternas,
agora não me fazem o menor sentido...
ser controverso sempre foi parte de mim.
mas sempre fui sincero comigo mesmo, mudando de ideia, mas sempre sabendo o que eu queria.
mas não faz o menor sentido pra mim, querer bem de longe a alguém.
não faz o menor sentido, por menor que seja, não vejo sentido
nesses sentimentos que são tão opostos.
mas vá e volte que eu estarei aqui, vá e volte se for bom pra você, vai ser bom pra mim.

terça-feira, 14 de julho de 2009

toda prosa, prenda, procissão,
todo carro, casa, mão...
tudo fica entre o sim e o não,
qual será o "x" da nossa questão?

segunda-feira, 13 de julho de 2009

não sei o que sentir...
me vejo alheio.
a/há um mar de sentimentos.

segunda-feira, 6 de julho de 2009

se toda manhã é santa
todo dia é santo
a vida teria que ser santa
e eu aqui com cara de santa puta

violando todas as leis
o silêncio é a inspiração
dos que não tem nada pra se apoiar
longe do que é felicidade, perto da maldade

fora de toda a realidade
vindo dos elementos soltos no ar
a pureza é fraqueza
dos que conseguem amar...

quinta-feira, 11 de junho de 2009

em você encontrei a cura
o antídoto contra todo mal
quando eu lhe vi sorrir
soube que tua felicidade
era a felicidade que eu queria pra mim
pode ser o frio de junho
ou o calor de janeiro
ainda será a tua felicidadea que eu quero pra mim
mesmo que eu não baste pra você
apenas sua alegria será suficiente
pra que mesmo longe
eu continue a sorrir...

segunda-feira, 8 de junho de 2009

hoje eu acordei loucamente estranho
com a alma em farrapos
e cigarros pelo chão
desde que você se foi
apoio me na minha loucura
atinji equilibrio de forma insana
eu quero apenas
seguir nos trilhos da loucura
e não tente me acompanhar
me deixe flutuar...

segunda-feira, 1 de junho de 2009

você é o açucar do meu café,
que deixa minha vida doce.
sempre que vem.


para Bianca, minha menina.

sábado, 30 de maio de 2009

eu cansei de viver essa vida chata
com essas mesmas esquinas
os mesmos momentos
e as mesmas desculpas sempre
eu cansei de gente me dizendo o que fazer
o que é certo ou o que é errado
eu até tentei viver...
eu quero que esse semestre acabe
quero que esse ano passe
e logo depois o próximo ano que vier
eu quero que você se afaste
que o mundo acabe
pra eu morrer de pé...

sábado, 16 de maio de 2009

lembro como se fosse hoje
minha primeira esperiencia com você
o mundo passando rápido
diante dos meus olhos

mas eu realmente não pudia parar
me fazia um bem, tão louco,
que nem meu maior amor me fez passar
foi incrivelmente, fantastico

alcool santo que me faz viajar
penetra em minha mente
faz meu corpo levitar
quero viver pra sempre com você

quinta-feira, 30 de abril de 2009

em momentos como esse
prefiro me manter frio e não pensar
porque só dói
se você pensar...

o mundo anda numa cadeira de rodas quebrada
o relógio mudou o sentido
a vida mudou de lugar
tudo anda tão louco, eu só queria me esconder

prender-me no meu quarto em correntes de aço
poder me esconder do mundo que há lá fora
das pessoas que vivem nele
e criar dentro de mim, um lugar melhor

mas é impossível viver assim...
o homem fez do mundo um inferno piorado
as coisas vão se acabando aos poucos
e vamos sentindo na pele, toda essa destruição

quem escolheu a globalização?
escolheu também a destruição
quem escolheu esse capitalismo desordenado?
escolheu também, a nossa extinção.

quarta-feira, 29 de abril de 2009

desculpe, se eu não sou o que você sonhou
se eu não sou o melhor filho que uma mãe pode ter...
eu realmente queria ser, uma boa pessoa, ser mais maduro
e mais centrado, ou você acha que eu gosto de ser assim?
mas a vida, nos prega peças, e fez uma piada de mau gosto comigo.
Eu sei que eu poderia ter feito melhor.
Mas ninguém, ninguém sofre mais do que eu...
não é você que parar e pensa antes de se arrumar pra ir pro colégio...
"o que eu fiz comigo?"
não é você que para e pensa quando, está fumando um cigarro.
"não era isso que eu queria pra mim!"
mas antes eu pensava, que vinha de fora todos os meus problemas...
mas começa aqui, quando você sem saber, acaba comigo...
distrói qualquer coisa, que eu tento construir dentro de mim...
e o que você fez comigo hoje, me mata, me distrói, fode tudo.
Tudo que com muito esforço eu tenho tentado mudar...
mas eu realmente, queria saber o que é preciso pra você.
Eu realmente não tenho culpa dos seus problemas, eu não errei por você, eu nem pedi pra nascer.
Agora você acha que pode fazer qualquer coisa, eu me criei assim, eu não quero ser assim eternamente, mas se você não parar, você vai me distruir.
Eu tô tentando mudar, não por mim, mas por você, por que eu já me acostumei com meu jeito, é bom pra mim...Agora você vem com todo esse papo de Deus, mas onde é que estava esse Deus antes de eu nascer. Não me venha falar o que você acha certo.
Eu realmente quero pedir desculpas, porque eu não queria que você gostasse, de mim, mas somos eternamente responsáveis pelo que cativamos. Eu queria ser melhor, mesmo que você não acredite.


não tenha pena de mim, eu não quero nada, NADA, de NINGUÉM.

terça-feira, 28 de abril de 2009

eu tenho andado por caminhos sujos, e tortos
tem sido assim há um longo tempo
sei que tudo que foi dito entre nós foram apenas erros.
e quem não erra nessa vida?

todos erram todos os dias, em todos os lugares.
mas garota, eu vejo em você, um anjo.
o anjo que veio pra salvar
e me tirar daqui, e limpar esse meu caminho sujo

eu não quero mais esses erros entre nós
esses momentos, me fazem pensar
e cada vez que nos separamos fico mais confuso
e não sei se é melhor estarmos juntos ou separados.

mas de uma coisa eu tenho certeza garota
se existe anjo da guarda...
você é o que Deus me deu, se é que Deus existe
mas se ele existir, ele é bom, porque ele me deu você

pense em tudo ao menos um instante.
e me dê razão, não temos culpa, não podemos nos culpar por nada.
nem eu a você, nem você a mim.
mas pense garota se tudo desse certo sempre, nada teria graça.

domingo, 26 de abril de 2009

tenho vivido alguns dias de paz
dias estes que me fazem querer viver assim pra sempre
me fazem acreditar, que a vida não é tão ruim, e tão dificil quanto parece.
estes são os dias melhores que eu tanto esperei.

sábado, 25 de abril de 2009

quando for só meu...
será nosso, mas se você
insiste em desconfiar e perguntar.
vá, siga seu rumo e me deixe.
deixe só pra mim, sigam juntos
e espero que sigam bem...
se mais importante pra você é negligenciar tanto tempo.
boa sorte.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

livrei me de tudo.
tudo que era culpa,
tudo que era ruim...
a ladainha agora é só sua.
espero que não sinta minha falta
porque se sentir, vai perceber o quanto eu fui,
o que eu fui, e o que eu fiz.

aí vai começar a doer de verdade em você.
e por aqui eu termino...
sua ladainha.

segunda-feira, 20 de abril de 2009

o saco encheu.
o que eu não posso fazer, é cruzar meus braços,
fechar meus olhos, e esperar que tudo mude.
Mas eu posso tentar mudar, eu posso te mostrar,
que tudo está errado, que não vai ajeitar assim...
é preciso lutar, pra que eles possam nos escutar
nos acostumamos a ficarmos sentados com todas essas coisas erradas
enquanto safados enchem o bolso de grana, e nossas crianças ficam assim
sem ensino e comida nas escolas, enquanto nossos idosos, que já fizeram tanto...
não tem comida em suas casas, ou água pra seu banho...
você realmente vai insistir que tudo está certo?
que você foi esperto, que votou assim e não tem como mudar?
não meu irmão o voto é do povo, e é o povo que faz...
abra seu olhos, não cruze seus braços venha comigo...
faça campanha, como você fez pra aquele vereador seu amigoo...
derrube os ratos do poder...e se quem entrar te decepcionar...
faça o mesmo, nós somos o pover, nós temos todo o poder!

sábado, 18 de abril de 2009

quem vai saber onde dorme a calma?
quem sabe onde mora inimigo?
não se pode deixar apagar a chama
esteja sempre atento e vivo.
Viva hoje, como se fosse morrer hoje mesmo
abra os olhos pra tudo que te faz bem,
seja isso bom ou ruim...
sonhe, porque quem não sonha não vive.
viva la vida.

quarta-feira, 15 de abril de 2009

vicios.

todo mundo tem um vicio
pode ser coçar o mão toda hora
chegar, ficar e ir embora.
fumar um masso de cigarros a cada hora
pode ser um vicio de alguém,
um alguém qualquer, pode ser homem ou mulher
pode ser um bixo que da no pé,
ou aquele vicio de pegar no pé...
mas não tem pra onde correr
é só prestar atenção...
tem gente que é viciada em prestar atenção.
nas coisas mais bobas, ou nas mais sérias
nas atitudes mais singelas, ou nas atitudes loucas e escancaradas
de rir alto no meio da biblioteca, onde tá todo mundo calado
é inusitado, vicio, é que nem virus...
você menos espera, está contagiado
você pode pensar/dizer que não.
mas é fato que todo mundo é um tipo de viciado.

sexta-feira, 10 de abril de 2009

eu esperei você dizer
você não disse
não fez questão,
nem me fez mal

bem eu digo que estou
melhor agora, muito melhor
então guarde agora tudo pra você
não quero mais saber

agradeço se você não me procurar
estou leve demais, eu consigo até voar
dentro do meu céu
tudo é azul, e a liberdade não me prende mais.

terça-feira, 7 de abril de 2009

sempre me criticaram pelo meu jeito de ser
me criticam ainda, pra essas pessoas eu digo:
me soltem, me deixem crescer. Eu quero apenas ser.
ser eu mesmo, sem nenhum segredo.
Sem razão ou motivo algum...
quero poder fazer o que quero, fazer o que eu faço,
sem me prender a nenhum.
Porque me criticam?Não tem nada melhor a fazer?
vão morrer sentados enclausurados em alguma sala.
enquanto eu...eu vou viver...
seguindo os meus conceitos de tudo que é bom, e que me faz bem.
eu me sinto melhor assim, liberto! De coisas ruins.
tenho ficado bem melhor assim, do meu jeito manso.
talvez rude, mas tudo na vida muda.
talvez um dia eu mude.

domingo, 5 de abril de 2009

é inesparado...
sentamos num bar qualquer.
escolhemos uma cerveja qualquer...
e uma birita muda nossas vidas.
foi assim comigo hoje...
e deve ter sido um dia com alguém, que bebeu com vocês.
não preciso citar, o nome dela.
pra dizer, que ela mudou meu jeito de pensar
pra dizer, que ela era diferente de qualquer menina
que eu já pensei em encontrar.
não preciso dizer quem foi,
pra dizer que eu preciso encontrar de novo.
foi ela que mudou tudo que eu tinha.
pra me fazer feliz novamente.

sexta-feira, 3 de abril de 2009

eu sou adepto de grandes histórias de amor, mas só quando elas não viram grandes histórias de dor. Eu me escondi durante muito tempo, me feri, e tranquei me dentro de uma capsula de proteção, afugentando todo e qualquer outro amor que pudesse chegar perto de mim, mas me cansei de esperar, o que nunca virá. Me cansei da história de ontem, e dos anos que se passaram, me cansei de fazer previsões pro futuro, e de pensar "que um dia vai dar certo".
Me libertando disso agora, me sinto melhor, e é algo que tende a melhorar aos poucos, a minha cabeça vai descarregando e deletando todos os pensamentos quadrados e repetidos que insistem em não desaparecer.
Talvez eu não quisesse que eles desaparecessem, não até agora. Eu quero fugir de tudo que me lembra você, mas não me trancar em uma capsula novamente, quero poder sair e ver o que há de novo lá fora, enfrentar meus medos, e ser feliz novamente, ter alguma aspiração diferente, além, da de ter você pra mim.
Eu realmente jogo tudo fora agora, pela janela dos meus pensamentos, eu realmente te deleto de mim, a todo minuto do meu dia, e por incrivel que pareça não tem sido dificil, muito pelo contrário tem até sido fácil e até me surpreendo. Não eu não vivo mais uma história de dor, eu vivo a minha história, e por mais sério que isso possa parecer, não é.
Era apenas um sentimento qualquer.

quinta-feira, 2 de abril de 2009

eu até hoje não entendo
porque insistir numa coisa sem sentido
ficar martelando um prego sem cabeça
fazendo mal, só a mim mesmo.
Mas deve ter chegado o momento de parar...
não quero mais nada parecido pra mim.
tenho me sentido mais leve, e vai ser assim
daqui em diante, só terei a preocupação,
de onde beber no fim de semana.

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Rasgando Esperança

sentados sem esperança
descartados pela sociedade
impuros mas sem maldade
feitos de puro sangue e carne

não é facil...
mas não vou desistir
sempre foi assim por aqui
de martin lutherking a mim

grades só servem pra aprisionar
e os presidios, só levam a suicidios
a liberdade é que nos faz acreditar
no fim de alguma coisa, poder sonhar.

domingo, 29 de março de 2009

"olha só o cara estranho que chegou,
parece não achar lugar, no corpo em que Deus lhe encarnou..."
sentado numa esquinha qualquer
de um lugar qualquer,
com uma garrafa de vodcka barata e um violão...
do outro lado, não se ver ninguém,
casa, carro, televisão...
me sinto melhor, mas não tão bem.

terça-feira, 24 de março de 2009

e por todos esses quase 18 anos, eu nunca me vi assim,
meio solitário, sem ter um amigo sempre por perto.
Isso é realmente muito estranho, e isso realmente me magoa...
varias pessoas vivem dizendo, o quanto gostam de mim, e etc...
mas na hora que eu preciso, me vejo só, num mar de solidão
arrebatado por uma forte dor que martela no meu peito
de que eu não serei ninguém, e que cada vez mais só eu estarei,
cada vez menos amigos eu terei.
Nesse momento chego a pensar, o que eu nunca gostei de pensar, da idéia chula,
de que amizade não existe, o que existe são pessoas que você se interessa de alguma forma,
pra se afagar, pra que você não esteja completamente sozinho no mundo, pessoas onde você "confia"...
mas que depois de um tempo, passa a perceber que não são seus amigos...
passo mais uma vez a rever, o que é um amigo de verdade, onde eles estão agora?!
me sinto como numa máquina de lavar ligada, na sua maior potência, olho para os quatro cantos e só vejo água, e me assusta estar aqui "sozinho".

Eu realmente não queria pensar assim, mas não tenho outros motivos, não tenho razão alguma pra não pensar.
odeio implorar carinho, e afeto de alguém, odeio ter que se insistir que alguém sente ao me lado, que possa me abraçar, e dizer coisas legais, não existe um porque em tudo isso.
Me sinto confuso, e assustado, sobre tudo que já vivi com esses meus "amigos".

domingo, 22 de março de 2009

sábado, 21 de março de 2009

hoje acordei meio assim, tristin
uma coisa estranha, down em mim
coração meio abalado, batendo mais devagar
acontece de vez em quando, é até normal
mas não deixa de ser down
tenho olhado pros quatro cantos,
e as vezes me vejo sozinho, sem perspectivas
e sem vontade de ter alguma
fico aqui sentado, ouço meus heróis mortos
cansado de tudo isso, de toda essa vida mediocre que levo
não me engano com nada, e nada espero.
já me acostumei a ser assim, por mim, sozinho.

sexta-feira, 13 de março de 2009

e acontece sempre do mesmo jeito
quando chego do seu lado
nunca falo o que eu queria falar
ficamos 30 segundos calados
até que eu mudo de assunto, pra tentar te agradar
até quando vai ser assim?!
até quando você vai fugir de mim?!
eu não vou te esperar a vida inteira,
o tempo não espera por ninguém...
não que eu não queira.
Mas todo mundo tem sua dignidade

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

fui deixado pra trás
menosprezado e acabado
sem cigarros, no fim,
de mais um vinho

depressiva embriaguês


-quem liga?!

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

não há inspiração
turbilhão de emoções sem tradução
vida que segue vazia
sem nenhuma direção

vai

se é o que queres,
seguir...
então vá, deixo te ir.