quarta-feira, 29 de julho de 2009

esse olhos apertadinhos, me olham de um jeito tão sincero...
essa boca rosinha e suculenta, me fala as coisas mais doces...
essa mão mesmo que tão pequenina quando me toca, faz com que minhas pernas percam a força, e que dentro de mim uma felicidade desmedida, como uma banda com clarinetas e trombones começasse a tocar a canção mais feliz...
são doces nossos momentos, é tão estranho esse bem querer, que deve haver um porque.
tudo em mim é tão seu, eu sou tão mais seu do que meu, que me perco quando não está por perto.
É como se não soubesse o caminho de casa, e perdesse a chave porque te entreguei a minha.
agora você entrou, e não há força no mundo que faça você sair daqui.

domingo, 26 de julho de 2009

até você querer mudar vai ser igual
cada qual, no seu cada qual
terminaremos sós no final.


-queria ter forças, pra ser só por mim.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

um dia me disseram: "-cuide de você pra mim." e isso foi uma das coisas mais lindas que eu já ouvi de alguém. A vida as vezes me parece tão clara, mas as vezes é tão confusa, no momento que a gente acha que tudo vai dar certo sempre acontece algo que nos faz mudar de opnião e não saber mais onde estamos ou o que queremos, se todas as pessoas ao nosso redor são 100% sinceras e se nossos sentimentos realmente valem a pena, quando achei que eu tinha me achado, foi quando me perdi.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

não consigo entender como juras de amor
que me parecem eternas e sinceramente verdadeiras
podem se tornar silêncio com uma simples frase boba.
não consigo entender como se pode amar uma pessoa
e não deseja la perto, e afasta la sem motivo algum.
prefiro não pensar em tais fatos tão controversos,
fico com a lembrança boa de uma tarde quente de verão
com uma bebida qualquer na mão, um sorriso feliz no rosto
e as juras de amor, que me pareciam tão eternas,
agora não me fazem o menor sentido...
ser controverso sempre foi parte de mim.
mas sempre fui sincero comigo mesmo, mudando de ideia, mas sempre sabendo o que eu queria.
mas não faz o menor sentido pra mim, querer bem de longe a alguém.
não faz o menor sentido, por menor que seja, não vejo sentido
nesses sentimentos que são tão opostos.
mas vá e volte que eu estarei aqui, vá e volte se for bom pra você, vai ser bom pra mim.

terça-feira, 14 de julho de 2009

toda prosa, prenda, procissão,
todo carro, casa, mão...
tudo fica entre o sim e o não,
qual será o "x" da nossa questão?

segunda-feira, 13 de julho de 2009

não sei o que sentir...
me vejo alheio.
a/há um mar de sentimentos.

segunda-feira, 6 de julho de 2009

se toda manhã é santa
todo dia é santo
a vida teria que ser santa
e eu aqui com cara de santa puta

violando todas as leis
o silêncio é a inspiração
dos que não tem nada pra se apoiar
longe do que é felicidade, perto da maldade

fora de toda a realidade
vindo dos elementos soltos no ar
a pureza é fraqueza
dos que conseguem amar...